CLORETO DE MAGNÉSIO






Quem sofre de bico de papagaio, nervo ciático, coluna e calcificação pode se curar de forma perfeita, indolor, fácil e barata. E tem, ao mesmo tempo, a cura de todas as doenças causadas pela carência de cloreto de magnésio no passado, até a artrose.
Padre. Benno J. Shorr - padre jesuíta, Professor de Física, Química e Biologia do Colégio Catarinense / Sta. Catarina.

Minha cura: Iniciei minha cura aos 61 anos. Dez anos antes, eu estava quase paralítico, sentia pontadas agudas na região lombar - um bico de papagaio incurável, segundo o médico. Após cinco anos, o peso virou dor e, apesar de todos os tratamentos,  a dor só aumentava.

Sem tardar, voltei a Florianópolis com novas radiografias e procurei um especialista. Agora já era um bando de bicos de papagaios, calcificados, duros em grau avançado.

Nada se poderia fazer. As dez aplicações de ondas curtas e distensões da coluna não detiveram a dor, a ponto de nem mais deitado eu poder dormir. Ficava sentado, até quase cair da cadeira, de tanto sono.

Providencialmente, fui ao Encontro dos Jesuítas Cientistas, em Porto Alegre e o Padre Suarez me disse ser fácil à cura com cloreto de magnésio, mostrando-me o pequeno livro do Padre Puig, jesuíta espanhol que descobriu o uso do cloreto de magnésio: sua mão era dura de tão calcificada, mas, com este sal, ficou móvel como a de uma menina; o mesmo aconteceu com parentes seus. E brincando, ele disse: "Com este sal só se morre dando um tiro na cabeça ou por acidente".

Em Florianópolis, logo comecei a tomar uma dose pela manhã e uma à noite; mesmo assim continuei dormindo encolhido até o 20º dia; naquela manhã, porém, acordei estirado na casa, sem dor. Mas caminhar ainda era um sofrimento. Depois de 30 dias, eu me levantei sentindo-me estranho: "Será que estou sonhando? "

Nada mais me doía! Dei até uma voltinha pela cidade, sentindo, contudo, o peso de 10 anos antes. Aos 40 dias caminhei o dia inteiro sentindo menos peso; três meses depois minha flexibilidade aumentava. Dez meses já se passaram e me dobro quase como uma cobra.

Outros efeitos: O cloreto de magnésio arranca o cálcio dos lugares indevidos e o fixa solidamente nos ossos.

Ainda mais: minha pulsação que sempre estava abaixo de 40 - eu já pensava em marca passo - normalizou-se. O sistema nervoso ficou motorialmente calmo, ganhei maior lucidez, meu sangue estava descalcificado e fluido.

As freqüentes pontadas do fígado desapareceram. A próstata, que eu deveria operar assim que tivesse uma folga nos trabalhos, já não me incomoda muito. Houve ainda outros efeitos, a ponto de várias pessoas me perguntarem:

-"O que está acontecendo com você? Está mais jovem!"
- "É isso mesmo".

Voltou-me a alegria de viver. Por isso, me vejo na obrigação de repartir o "jeitinho" que o bom Deus me deu. Centenas se curaram em Santa Catarina depois de anos de sofrimento com males da coluna, artrose etc.

Importância do cloreto de magnésio: O cloreto de magnésio produz o equilíbrio mineral, anima os órgãos em suas funções (catalisadoras), como os rins, para eliminar o ácido úrico nas artroses; descalcifica até as finas membranas nas articulações e as escleroses calcificadas, evitando enfartes; purificando o sangue, vitaliza o cérebro, desenvolve ou conserva a juventude até alta idade.


Uso: após os 40 anos, o organismo absorve sempre menos cloreto de magnésio, produzindo velhice e doenças. Por isso deve ser tomado conforme a idade: dos 20 anos aos 55 anos 1/2 dose, ou seja, meio cálice; dos 55 anos aos 70 anos, uma dose (um cálice), dos 70 anos aos 100, uma dose pela manhã e 1 dose à noite.

O cloreto de magnésio não é remédio, mas alimento. E não tem contra-indicação.

É compatível com qualquer medicamento simultâneo.

O cloreto de magnésio põe em ordem todo o corpo e é indicado para homens e mulheres. No caso das mulheres, ele ajuda a prevenir a osteoporose.

Recomendações: Quem sofre de bico de papagaio, obesidade, nervo ciático, coluna, arteriosclerose, rins, calcificação, surdez por calcificação, deve iniciar o tratamento com uma dose pela manhã, uma dose à tarde, uma dose à noite.

Quando curado, deve-se tomar o cloreto de magnésio como preventivo, isto é, conforme a idade.


Artrose: O ácido úrico se deposita nas articulações do corpo, em particular os dedos, que até incham. Isso resulta de uma falha no funcionamento dos rins, justamente por falta do cloreto de magnésio.  Se em 20 dias não sentir melhoras e não cessar a anormalidade, tome uma dose pela manhã e uma dose à noite.
Depois de curado, continue com as doses normais, como preventivo.

Próstata: aqui vou citar um exemplo. Um homem muito idoso já não conseguia urinar. Algum tempo antes da operação, lhe deram cloreto de magnésio como preparação e ele começou a melhorar. Depois de uma semana sentia-se bem e a operação foi cancelada. Há casos em que a próstata regride, às vezes, ao normal, tomando-se 2 doses pela manhã, duas doses à tarde, duas doses à noite.
Ao melhorar, tome a dose preventiva.

Outros problemas: como reumatismo, rigidez muscular, impotência sexual, câimbras, tremores, frigidez, artérias duras, falta de atividade cerebral, sistema nervoso: uma dose pela manhã, uma dose à tarde, uma dose à noite.
Sentindo-se melhor, passar para a dose preventiva.



Preparo: como preparar e usar a solução de cloreto de magnésio: dissolver 33 gramas de cloreto de magnésio em l,5 de água filtrada ou mineral sem gás.

Nota, desta que repassa essa mensagem:

Essa dosagem, de 33 gramas, já está à venda, em farmácias de produtos naturais e, talvez manipulação. Só que “custa os olhos da cara”. Eu, Céu Arder, costumo comprar diretamente no laboratório B’Herzog, no Centro do rio de Janeiro, onde moro... é mais confiável, por ser o Cloreto de Magnésio P.A. (Pronto para Análise), recomendado pelo Padre que se curou com ele.
Depois de bem misturado, colocar em uma garrafa, se possível de cor escura, de vidro e guardar na geladeira. A dose é um cálice de licor (medida daquele copinho de plástico para café) segundo a idade: dos 20 anos aos 55 anos 1/2 dose, ou seja, meio cálice; dos 55 anos, aos 70 anos, uma dose (um cálice), dos 70 anos aos 100, uma dose pela manhã e 1 dose à noite.

***Para quem comprar o pote de 500g e não tiver uma balancinha de precisão, pode medir pelo copinho de café “mal-cheio” que dá essa medida aproximada...

Pesquisa na Internet...
CANCER: Nós todos o temos em grau moderado. Consiste em células mal formadas por falta de alguma substância (refinados) ou presença de partículas tóxicas. Estas células anárquicas não se harmonizam com as sadias (não servem para nada), mas são inofensivas até certa quantidade, que o magnésio combate facilmente, vitalizando as sadias. Infelizmente todo processo canceroso, lento, não causa nenhuma dor de alerta, até aparecer o tumor, que segrega tóxicos (vírus muito variados), que invadem as células sadias em ramificações (semelhante a um caranguejo, que quer dizer câncer no latim).

Atenção ao consumidor: O cloreto de magnésio para uso humano, tem que ser do tipo P.A . (Puro para Análise) e sua cor  bem branca. É normal empedrar, mas isto não altera seu teor de qualidade. (Colaboração do Engenheiro Celso Vietro)

*Pe. Benno J. Shorr - padre jesuíta, Professor de Física, Química e Biologia do Colégio Catarinense / Sta. Catarina., durante mais de 35 anos. Faleceu em maio de 2005, no Colégio Catarinense, com idade superior a 90 anos, tendo usado cloreto de magnésio por mais de 30 anos consecutivos.

Dedicado ao AMIGO Benno Schor nosso ex-professor

O nome do Padre é Benno Schor, era um dos Jesuítas do Colégio Catarinense em Florianópolis, lecionava Química, Física e Biologia. Pesquisando sobre sua doença, descobriu que todos os seus males era por falta do cloreto de magnésio no organismo. Se você procurar no google (cloreto de magnésio) irá encontrar relatos de sua história.

Conheci o Padre Schor, ele curou-se com o cloreto de magnésio, viveu anos, estava lendo este site e como este mundo é muito pequeno, este Padre foi capelão do hospital onde eu trabalho, ele morreu na segunda quinzena de maio de 2005, este ano, eu  o havia encontrado  na cidade andando sozinho no centro no meio de tanta gente e fiquei admirada, aos 93 anos, ele andava alegre e distraído, uma semana depois soube que morreu, seu coração parou.
Ele apagou como uma vela ao vento, pois ajudou tanta gente, divulgando sua cura pelo cloreto de magnésio, e Deus foi também caridoso com ele.
Lígia

Colaboração de Francisco Bernd, parceiro desta ideia, a de criar o blog para troca de experiências com produtos naturais alternativos...





Colaboração de NILSON, nosso mais recente amigo, agradeço pela presença tão simpática e motivadora:
Lembrei de uma passagem bíblica quando Jesus disse “Naquela hora, exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou: Graças Te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do Teu agrado.” Lucas 10.21

A fé é revelada para as pessoas humildes de espírito,  aquelas que se acham sábias e inteligentes aos seus próprios olhos, não a recebem, por isso não creem.

Para nossa meditação...

 Abraços e paz de Cristo!


27 comentários:



  1. Senhor do Cloreto...

    Não acredito que o meu amigo Francisco
    mandou esta matéria
    tão saudável
    e nem veio aqui ver como ficou...

    Amém!!!!

    *rs*

    ResponderExcluir
  2. Estou aqui Céu, kkkk, vai chegar uma hora não teremos o que nos alimentar, só com essas coisas daqui já é uma refeição, kkkkk.
    Mas ficou bom mesmo, o texto as fotos/gravuras e tal. Parabéns e vamos atrás de outras coisas pra manter o corpo em pé, kkkkk.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas



    1. Agora... Sem brincadeira, francisco...
      Vou dar o Cloreto de Magnésio para a minha Bia
      (minha cadelinha velha); sabe, ela sofre de artrose nas patas traseira
      e de vez em quando, no piso liso ela se arrasta.
      Morro de pena.
      Se resolveu para o tal padre com mais de 80 anos, resolve pra ela também... Tomara que ela aceite; vou experimentar colocando na água de beber, todos os dias um cálice...

      Excluir



  3. Já tenho!

    A do limão, principalmente a casca...
    Alipas, agradeço a você a receita que curou minha faringe.
    Foi "tito e queda", e eu - burra - até demorei a experimentar...

    Já tinha recebido muita coisa, mas este é totalmente diferente.
    Adorável e já estou fazendo.
    Publicarei ainda hoje, se der tempo.

    Fran... Vou te mandar, via e-mail, a entrada com a senha para nosso blog. E querendo, claro, você mesmo publica quando desejar. O que acha?
    Não que eu ache trabalhoso fazer isso. Mas, tenho receio de ser egoísta... E, qualquer coisa em matéria de imagem, eu completo...

    Abração!

    ResponderExcluir
  4. bom dia Céu Arder!

    Acho q vou experimentar o cloreto, minha coluna está um tanto quanto maltratada, vamos dizer assim. Obrigado(iniciando no blog hoje). Nilson

    ResponderExcluir

  5. Oi, Nilson!

    Bem vindo, aqui também!
    Vai ver como funciona o Cloreto.
    A natureza se atrai...
    Então, cloreto, leite de alpiste,limão e tudo
    o que demais seja bom... *rs*

    E pra rimar: ABRAÇÃO!

    ResponderExcluir
  6. Obrigado amigos pela recepção! Como funciona a receita do limão mesmo? Essa eu ainda não sei, mas estou me interessando pelo que Deus nos deu para melhorarmos nossa saúde, porque eu sei que ELE se preocupa conosco, seus filhos! Fiquem na paz de Cristo!

    ResponderExcluir



  7. Bom dia , Nilson!

    Vou fazer um post do LIMÃO.
    Aí, não só você,
    como quem desejar, pode se beneficiar dele...

    Estou de acordo com você, quanto a nos beneficiarmos das coisas mais simples que o Criador pôs ao alcance de todos, do rico e do pobre igualmente... Porque todos somos seus amados filhos, uns mais atentos, outros mais dispersos, mas todos amados...

    Olha só este que achei num site, interessante, para quem é diabético.
    Algo simples e de acesso a qualquer mortal, e de graça!

    Chá de folhas de Jamelão

    Depoimento de Sara Quintanilla:

    Eu tomei chá da folha seca de Jamelão minha diabete baixou de 131 para 76, em 20 dias.

    Um litro de água fervendo umas 5 folhas de Jamelão, tire do fogo abafe com tampa.
    No começo, eu tomava 1 litro por dia, hoje tomo meio litro por dia.
    Jamelão é uma árvore enorme, o fruto parece uma azeitona, quase preta, roxo-escura.

    *** uma vizinha arranjou logo um galho de jamelão (dá em qualquer lugar, na rua mesmo), deixou secando algumas semanas e está tomando; já parou com a insulina...


    Grande abraço!
    Céu Arder

    ResponderExcluir
  8. Puxa Céu Arder, mais uma que aprendi, como que uma receita tão simples pode vir a beneficiar a tantas pessoas. Lembrei de uma passagem bíblica quando Jesus disse em Lucas 10.21: “Naquela hora, exultou Jesus no Espírito Santo e exclamou: Graças Te dou, ó Pai, Senhor do céu e da terra, porque ocultaste estas coisas aos sábios e instruídos e as revelaste aos pequeninos. Sim, ó Pai, porque assim foi do Teu agrado.” A fé é revelada para as pessoas humildes de espírito, aquelas que se acham sábias e inteligentes aos seus próprios olhos, não a recebem, por isso não creêm. Para nossa meditação! Abraços e paz de Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas



    1. Muito obrigada, amigo Nilson!

      Essa citação de Jesus,
      em Lucas,
      acaba de fechar esta
      sexta-feira, já tão abençoada...

      Realmente, é para meditar. E que riqueza de passagem,
      como todas da Bíblia.

      No Rio, a chuva se faz insistente. Está uma tarde agradável;
      gostosa de ficar em casa... Mesmo com chuva, o sabiá canta no jardim... E eu aqui a meditar nas Palavras
      de nosso Mestre dos Mestres... Que bom!

      Céu Arder


      Excluir


    2. Espero que não se importe...
      Acrescentei, no final deste post
      a sua foto,
      junto com a citação e o seu comentário.

      Uma boa noite
      e um ótimo final de semana!

      Céu Arder

      Excluir
  9. Um excelente final de semana para todos nós com a graça de Deus! Que o Criador derrame bençãos sem medida para as nossas vidas! Para nossa meditação: Jesus disse: "Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?" (Mateus 6:26) Deus tem cuidado de nós e por isso damos glória a Ele!Amém!

    ResponderExcluir
    Respostas


    1. Maravilha, caro Nilson...
      Amo essa passagem,
      como a do Filho Pródigo e tantas outras.
      As verdades bíblicas são eternas...
      E muito confortadoras.

      Uma terça cheia de luz para você!

      Céu Arder

      Excluir
  10. Boa noite!
    Parece que o cloreto já está fazendo um efeito positivo em meu organismo, pois, eu estava com fortes dores nas pernas devido ao problema na coluna(que atacava o nervo ciático) e estava com dificuldades para caminhar, hoje graças ao bom Deus, consegui fazer uma caminhada e chegar em casa sem dores e me sentindo bem. Que Deus abençõe a todos vocês meus amigos e irmãos em Cristo Jesus!

    ResponderExcluir
    Respostas

    1. Boa noite, Nilson!

      Que boa notícia.
      Eu tenho uma cadela, grande, da raça pastor alemão,
      que está com 12 anos, já idosa para um cão.
      Ela tem artrose nas pernas traseiras e anda quase se arrastando;
      dá pena, pois ela é praticamente um membro desta família, adotamos desde pirralhinha.
      Comecei a dar pra ela o cloreto de magnésio, misturado na água, mas ela rejeitou, devido ao sabor. Então, parei de dar.

      Agora, com este seu depoimento, e por pena dela, acendeu-me a ideia de colocar o cloreto num pouco de leite. Ela bebeu toda satisfeita, ela adora leite!
      Vou dar-lhe todos os dias; tenho certeza de que vai melhorar. Também voltei a tomar, eu paro de vez em quando...

      ***o relógio do blog não está correto; neste momento em que escrevo, são exatamente: 19h:15min.

      Excluir
  11. Quero também deixar um versículo bíblico para nossa meditação: " Bom é render graças ao Senhor, e cantar louvores ao teu nome, ó Altíssimo, anunciar de manhã a tua benignidade, e à noite a tua fidelidade." Salmo 92:1-2

    ResponderExcluir



  12. Bom dia, Nilson!

    Vim te desejar
    uma semana cheia de LUZ
    e muita PAZ!

    ResponderExcluir
  13. O CLORETO DE MAGNESIA É OTIMO MAIS NAO SABIA QUE ERA BOM PARA TANTA COISA SABIA QUE ERA BOM PAR COLUNA ETC
    MAI ATE EMAGRECER NAO SABIA NAO VCS CONHECEM
    O DR JOSSE FERRIER
    ELE TEM UM LEVRO DE RECEITAS NATURAL ELE É OTIMO ELE É DE SAO MAS FAZ PALESTRAS E SO COMBINAR COM ELE SE CS SE ENTEESSAREM DAREI O NUMERO DELE
    BIJUXS BENTA ( obs tenho o livro dele curas que derao certo )

    ResponderExcluir


  14. Oi, Benta!

    Que informações valiosas!
    Obrigada.
    vOU PROCURAR ESSE LIVRO.

    Céu Arder

    ResponderExcluir
  15. Muito obrigado pela dica!
    Eu tenho em mente que com o uso excessivo dos recursos naturais a produção de alimentos vai cair assustadoramente por deficiencia de nutrientes nos solos. A exaustão das jazidas de minérios é inevitável!
    Parabens pelo blog e que Deus o abençoe sempre!
    Carlos Domingos da Silva - www.if.ufrrj.br/dca/laboratorio6.html

    ResponderExcluir




  16. Obrigada, Carlos!!!
    E que Deus abençoe
    você também.

    ResponderExcluir
  17. gostaria de comprar pra minha mae moramos em rio das ostras onde comprar,

    ResponderExcluir
    Respostas


    1. Nas farmácias é muito caro.
      Eles exploram mesmo, pois o cloreto é um produto barato.

      Como eu disse no texto informativo,
      eu compro no laboratório B'Herzog,
      fica no Centro do Rio de Janeiro... Para quem m ora longe, acabei de ver que está em promoção, veja nesta página:

      http://www.cloretodemagnesio.com.br/

      é exatamente esse que eu compro, um pote de 500g; dura mais de 2 anos. E está por R$19,00, o mesmo preço que eu comprei há muito tempo.

      Boa sorte!

      Excluir
  18. eu estou usando mas o gosto e ruim demais,so que estou confiante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se o gosto é ruim, é porque você toma puro, pegue a dose do cálice, coloque num copo e acrescente água, não faz mal nenhum e o gosto de dilui, é assim que eu faço.

      Boa sorte!

      Excluir
  19. eu tomo a 3 meses + em cápsula , esta me fazendo muito bem , amei a matéria , pois hoje os médicos já quase não passa vitaminas , preferem apelar pelo remédios

    ResponderExcluir
  20. Mesmo?
    Nunca vi em cápsulas, nem sabia que existia.
    Tem certeza de que é realmente o Cloreto de Magnésio?

    ResponderExcluir